Cordel de Lore #1: SkyTower Aegis!

Olá, moços(as)! Sejam bem-vindos ao mais novo quadro semanal do AQWCangaceiros: o Cordel de Lore. Neste espaço, algum membro de equipe trará algum conteúdo relacionado à história do jogo e fará uma espécie de “tira-teima” sobre o mesmo. Como primeiro tema, teremos SkyTower Aegis, o mais novo lar dos jogadores que seguem o lado bondoso da força. Read more pra começar bem!


Pouco tempo depois do Evil side ter sua nova casa, os mocinhos também receberam um novo lar. Este é literalmente o seu “pedacinho de céu”, visto que fica localizado lá nos ares. Dentre todos os benfeitores, algumas coisas se destacam e valem a pena serem observadas. São justamente elas que nos dão pistas sobre o provável desenrolar da história, tanto neste mapa como em outros. E, apesar de não ter cutscenes, os NPCs nos dão a chave para o entendimento (bem como em Dreadrock). Vamos conhecê-los melhor:

NPC Cleric Melody.

As Clerics são personagens muito conhecidas do jogo, sempre com suas vestes e aparência características. Surgidas para encontrar um cura para a corrupção do Chaos e, agora, deter a Rainha, a irmandade das clérigas mostra-se a cara do Good side. Melody o convoca para ajudá-las em /join cleric.

NPC Fablen.

Ferreiro responsável por armaduras em Aegis, Fablen é natural de Dwarfhold. Utiliza como material um minério encontrado pelas redondezas da SkyTower, de força extremamente grande. O pai dele foi chamado por Wilfre para ser ferreiro em SkyTower, tornando-se seu sucessor. Expressa seu amor pela torre e fala que não sairia de lá por nada.

NPC Ada (print de /join Envy).

Quem acompanha a saga de Dage vs Laken deve conhecê-la. Em SkyTower, ela representa a ordem dos Paladinos Seráficos, que tem como missão manter Lore em ordem. Fazem o que for necessário para destruir ameaças, o que os caracteriza certas vezes como anti-heróis. Afinal, como a própria Ada diz, o pessoal já se cansou de ver as manchas vermelhas por aí.

NPC Inanitas.

Vindo de DragonRune Hall, tudo o que se sabe sobre ele é que foi tomado como pupilo por um grande espadachim no passado, que desapareceu algum tempo depois. Numa jornada para encontrá-lo, Inanitas acabou liberando seu lado Evil. Aprendeu a controlar essa parte como forma de se aprimorar. Ele é um Spellsword, magos que utilizam poderes elementais em suas armas para melhorá-las. Apesar dessa arte precisar de concentração, este guerreiro mostra-se um verdadeiro avoado. É dito ainda que essa arte será adicionada ou jogo. De que forma será que a veremos? Uma classe? Novos tipos de scrolls? Vamos aguardar.

Iñanitãs: Palavra do Latim que significa “espaço vazio”.

NPC Ithuriel.

Sua aparência angelical não e à toa. Ithuriel representa os Guerreiros Celestial de Aranx, sendo seu mensageiro. Apesar de sua raça não ser numerosa, ele alerta que podem causar um grande estrago (Celestial Realm mostra isso). Foram criados para manter o bem e blá blá blá, aquele clichê de sempre.

Ithuriel: Um dos quatros Arcanjos que não foram considerados canônicos (santos) por falta de provas e referências à ele na Bíblia que comprovem sua existência. Seu nome significa “descobridor divino”.

NPC Sir Vent.

Representante de SwordHaven e da ordem dos Cavaleiros Pactagonais. Esse grupo, por sua vez, encontra-se em desordem, visto a “briga” para decidir quem será o(a) novo(a) representante da capital uma vez comandada pelo nobre Rei Alteon. Victoria, Tara e Brentan iniciaram uma guerra civil (guardem isso, pode originar outra saga), que Sir Vent deseja um fim breve para que o foco passe a ser a luta contra a Rainha.

Sir Vent: Trocadilho com o som da palavra “Servant”, que significa “servo”.

NPC Maxwell-12.

Criado em uma linha do tempo alternativa, este guerreiro robótico é banqueiro do lugar (ou seja, você pode acessar o seu bank por ele). Ele assegura que todos os seus bens ficarão a salvo com ele. Afinal, todos aqueles que tentaram algo contra ele não estão mais por aí pra contar a história.

NPC Onager.

Praticamente todo mundo nessa bendita torre é tagarela. No entanto, Onager se mostra se mostra ser o diferentão. É tão filho da mãe que usa um poucos sets bons do Blade, diminuindo as esperanças que quem queria possui-lo. É um homem de falar muito pouco, dizendo apenas que seu dever é armas como débito à Wilfre (que o salvou de uma situação de vida ou morte no passado), e não ficar batendo papo.

Onager: Em português, significa “Onagro”, máquina antiga de guerra que surgiu como evolução da catapulta e originaria o canhão.

NPC Vanessa.

Cabeleireira de Aegis, é irmã gêmea de Bez, que exerce a mesma profissão em Battleon Town. São idênticas na aparência, mas não no modo de fazer seu trabalho. Seu hair shop possui apenas 3 modelos de cabelo, mas que devem agradar boa parte dos jogadores.

NPC Admiral Hugo.

Ah, esse sim é um cara que você deveria esperar ver nas alturas. Claramente um representante de SkyGuard, Almirante Hugo é o líder da frota que protege a torre (se você olhar o fundo do cenário, verá os navios voando). Graças à eles e a Aliança, Aegis é uma das fortalezas mais seguras de toda Lore.

NPC Niteo.

A cuidadora dos pets. É um pouco egoísta quanto à posse deles, mas concorda em deixar que você possa fica com algum. É bom que você cuide bem do bichinho que escolher, caso não queira que Niteo e os pais do seu novo animalzinho de estimação tenham uma “conversinha” contigo.

Niteo: Verbo do latim semelhante à “brilhar”.

Restaram dois NPCs que deixei para o final de forma proposital, já que formam o provável núcleo dos conflitos deste lugar. Agora vejamos o porquê:

NPC Wilfre.

É ele quem te recebe ao chegar na torre. Sem dúvidas, Wilfre foi o cara que mais me intrigou. Ele é o “mantenedor” da torre, sendo seu principal guarda. Ser imortal, é capaz de ver muito além de Aegis, podendo enxergar através de muros, almas e motivos. Explica as origens do lugar, formado pela colaboração das forças do bem para ser um lar para todos. Quanto à sua imortalidade, Wilfre diz apenas que não foi por escolha própria, e isso é tudo irá falar. Ele cita ainda sobre um estranho visitante, membro de uma coisa muito maior. Os poderes do vigia são mantidos em segredos daqueles que possuem más intenções, logo, o intruso não sabe de suas capacidades, muito menos a organização para a qual ele trabalha. Tudo o que eles sabem é que Wilfre pode passar a informação adiante e dar um fim à eles. Quanto ao tal visitante…

NPC Mysterious Visitor.

E eis o “Visitante misterioso”. Sua descrição nos revela que ele é um mensageiro da Jus Divinum, os possíveis novos “Illuminati” do jogo. Lembram de Johann em Dreadrock e seu alerta? Sim, essa nova organização parece estar ganhando força. O Sentinela silencioso também nos contou que eles se infiltraram nos Paladinos Seráficos, cuja saga teve uma continuação recente. Estaria tudo conectado? A Jus Divinum é uma das próximas grandes apostas?

Uma análise mais profunda

Dreadrock Citadel focava o seu mistério num tal ser extremamente poderoso, ao nível de uma divindade. SkyTower não chega a citar nenhum, mas temos lá Wilfre. O vigilante imortal tem tudo para ser a tal “divindade” do Good side, uma vez que seus poderes são desconhecidos e aparentemente têm uma grande magnitude. Quem é ligado na história da Lore como um todo, sabe que os “Deuses” daquele universo tem uma conduta rígida de não interferirem de forma significante na vida dos habitantes. Será por isso que Wilfre ainda não colocou um ponto final no intruso da Jus Divinum?

Quanto à própria Jus Divinum, já podemos levantar algumas perguntas. Como já foi dito, eles estão infiltrados na Ordem Seráfica. Quem poderia ser esse espião? Será algum membro já apresentado? Vão interferir na decisão da história? Eu digo que sim, e vejo dois nomes que podem fazê-lo: J6 e Ada. Por que o J6? Porque ele é contratado. O caçador de recompensas mais famoso do jogo está nessa pelos ganhos, e provavelmente pode virar as caras a depender da oferta. A outra opção, Ada, é uma das melhores agentes da ordem e sabe ser sorrateira. Justamente o fato dela ser uma das mais “confiáveis” me leva a crer que poderia simplesmente trair à todos.

Outro ponto que vale a pena ser ressaltado é a guerra civil de SwordHaven. Desde a morte de Alteon, a capital não tem tido muito foco, mas sabemos que o caos (no sentido literal da palavra) se alastrou completamente por lá. Quem acompanhou o desfecho do último evento de ano novo (confira aqui), sabe que Brentan parece estar propício a se mostrar um vilão por conta do tal “poder” doado pela Rainha à ele, Gravelyn e Khaollator (estes dois também podem se mostrar um problema no futuro, pela mesma razão). Ele e Victoria (ou Robina, caso prefiram chamá-la assim) devem travar a luta decisiva pelo trono, já que Tara só está lá pra encher linguiça.

O “Cordel de Lore”

Este quadro foi sugerido pelo Mike pouco depois do Off-Post sobre Dreadrock Citadel. Ele será postado aos domingos e trará sempre algo sobre a história de Lore, sem ficar preso somente ao AQW. O escritor do espaço não é fixo, então vocês sempre terão pessoas diferentes abordando diferentes visões sobre diferentes assuntos. O intuito principal é promover um maior conhecimento sobre o jogo e incitar debates, mostrando as visões não só dos postadores como dos leitores. O nome “Cordel de Lore” foi escolhido por fazer referência ao Nordeste, concordando com o nome do blog.

E é isso. Esperamos que vocês possam aproveitar ao máximo. Dêem também sugestões sobre futuros temas ou deixem curiosidades sobre o assunto abordado. Feedback também é fundamental para sabermos que estamos da direção certa. Vou ficando por aqui, um abraço e até a próxima, moços(as)!

Anúncios

32 comentários sobre “Cordel de Lore #1: SkyTower Aegis!

  1. Tava esperando por um post como o de Dreadrock hehe
    Acredito que o Wilfre não seja o pilar da bondade, da esperança etc etc etc porque ele é imortal e com certeza já viu muita coisa que o deve ter feito duvidar de suas convicções, já o Stranger… bom, vai que ele e a própria Jus Divinum estejam mancomunados com a Rainha…
    Bom post!

    • Como falei no post, Wilfre me intrigou muito. Todo esse mistério com o passado dele tem que dar em algo.
      Obrigado!

    • Bom, eu não sei muito bem o que o Wilfre é, mas um papel importante dentro dos Good ele tem, de fato. Quanto ao Stranger, acharia meio estranho ele ”ser a própria Jus Divinum”, conhecendo ele, o Stranger é um personagem extremamente solitário e o Stranger voltou recentemente para o AQW, ele havia sido selado, mas voltou depois que a QoM quebrou o Selo, porém, mesmo quando Selado a Jus Divinum já existia e tinha suas influências sobre o Lore, então acho meio improvável.

      • Acho que ele pode ser muito fanático pra ser a própria Jus Divinum, mas alguma relação ele tem, com certeza

  2. af que irado!! faz mais posts assim de mapas antigos com mais curiosidades a serem observadas, muito bom mesmo, faz a gente perceber o quanto o enredo é complexo, mas de um jeito incrível

  3. Achei sua teoria interessante cara, esses Jus Divinum são muitos intrigantes, eles podem estar aproveitando que Lore está toda focada na Queen of Monsters, para agirem e expandirem. Só espero que a AE não estrague essa história que está ficando ótima!

  4. MARAVILHOSO HOG.

    Eu também percebi que teve um npc em skyaegis que é essa tal de Ada já estava in game, e em dreadrock também esteve um npc que já era mais antiga, será que rola briga? Aliás será que rola briga entre ambas as cidades.

    • MARAVELEOSO É VOCÊ, HTO.

      Quanto aos “das antigas”, deve ser só pra reforçar essa ideia de ideias contrárias. Briga pode rolar, mas o conflito ideológico vai sempre existir.

  5. Opa, bom post, finalmente um lugar a qual posso me expressar. O personagem que mais me interessou também foi o Wilfre, já que ele é o ”X” do mapa. Como sabemos a Queen of Monster, no Lore, já foi uma humana dentro do próprio Good, se não me engano as suas lágrimas curavam a corrupção, já que ela foi humana e o Wilfre um imortal, poderia no passado Wilfre ter conhecido a Queen Of Monsters em sua forma humana? Honestamente, isso seria muito interessante e seria um caminho mais realista para fazer uma Off-saga sobre o passado da QoM do que simplesmente fazer um evento aleatório a qual entramos no passado da QoM.
    Quanto a Jus Divinum, ela representa o amadurecimento do AQW ao decorrer do tempo. Mas por quê? Porque a Jus Divinum ela não Evil, ela não é Good a Jus Divinum moldou seus próprios princípios morais e não somente ” Good ou Evil” e de certa forma, isso é um amadurecimento da história. Espero que a AE desenvolva bem a Jus Divinum e não da ”forma AE” que é simplesmente pegar um ”vilão” e não dar valor a ele, transformá-lo em um vilão padrão de qualquer historinha boba, a Jus Divinum e a QoM também, acima de tudo devem ser desenvolvidas com ideias inovadoras e não reaproveitadas de outros jogos da AE, Estou ansioso para outro post desse quadro. :p

    • Wilfre tem muito potencial pra história, tomara que ele seja bem aproveitado. Digo o mesmo da Jus Divinum, que aos poucos está ganhando seu espaço. Se a AE realmente planejar dar um rumo diferenciado à esses personagens, a história vai valer ouro.

    • A AE tem duas minas de ouro nas mãos, quero ver como eles vão aproveitar os dois novos redutos… mas confesso que quero ver a queda da Sky Tower hehe

  6. Se tem uma coisa que odeio no AQW é minha expectativa com as cpisas, lembro quando mostraram Valey pela primeira vez e disseram que contariam seu passado. Aquilo estourou minha cabeça, no fim foi um evento random, Valey nem de figurante apareceu.Se fosse para fazer apostas, eu diria que Inanitas pode ser um discípulo de Valey, mas só porque ta muito na cara, rsrsrs. Ótimo post.

  7. Pera ae se vcs falaram q o cara do good sideé uma divindade o q acontece com o player por que na saga final do Chaos nos descobrimos que o player é o Eternal Dragon of Time q era o Deus que botava ordem no universo

    • O Hero é o cara que faz o equilíbrio. Wilfre seria o que “representa” o Good side, não necessariamente o balanço entre os elementos.

Deixe-nos saber sua opinião. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s